quarta-feira, janeiro 21, 2015

JOSÉ XAVIER APRESENTA EXPERIÊNCIA ANTÁRCTICA

Que sons ouvimos na Antárctida? Qual a sensação de estar rodeado de milhares de pinguins? Podemos salvar o Albatroz-Gigante? 
Estas são algumas das questões que o biólogo marinho José Xavier aborda no seu livro Experiência Antárctica - Relatos de um Cientista Polar Português, que será apresentado na próxima sexta-feira, 23 de janeiro, às 12:00 e 15:00 no Polivalente.
A apresentação insere-se nas atividades desenvolvidas no Projeto EMA, apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e no Projeto aLER+. O objetivo fundamental é promover o interesse eo gosto por livros de temática científica.
José Xavier partilha connosco a sua experiência de nove meses nos gelos da Antárctida. Neste diário que se "lê como um livro de aventuras recheado de boa ciência", conduz-nos por paisagens deslumbrantes onde, apesar do clima inóspito, a biodiversidade surpreende.

José Xavier é doutorado pela Universidade de Cambridge, Reino Unido, investigador do Instituto do Mar da Universidade de Coimbra e da British Antarctic Survey, de Cambridge. Estuda o comportamento de predadores de topo - pinguins, albatrozes e focas - no Oceano Antárctico em relação às alterações climáticas, fazendo investigação na Antárctida desde 1997. É o representante de Portugal nas reuniões do Tratado da Antárctida e em vários comités da Scientific Committee for Antarctic Research (SCAR), além de fazer parte do comité executivo de vários programas científicos internacionais. Foi o mais jovem investigador a ganhar o prémio internacional Marta T. Muse pelo seu trabalho de excelência em ciência e política na Antárctida. Tem coordenado vários projectos educativos na área das ciências polares apoiados pela Ciência Viva e foi um dos vencedores da competição de ensaios sobre ciência da reputada revista New Scientist e da fundação Britânica Wellcome Trust.

Sem comentários:

DIA MUNDIAL DA FILOSOFIA 2017 No Dia Mundial da Filosofia, assinalamos a data com diversas iniciativas. De manhã foram colocados, na Sa...