terça-feira, janeiro 27, 2015

DIA INTERNACIONAL EM MEMÓRIA DAS VÍTIMAS DO HOLOCAUSTO

Passam, hoje, 27 de janeiro, 70 anos daquela tarde em que o Exército Soviético vitorioso chega a Auschwitz-Birkenau, na Polónia, o maior e o mais mortífero centro de extermínio nazi. À chegada ao campo, na tarde desse dia 27 de janeiro, os soviéticos são recebidos por cerca de sete mil prisioneiros ainda em vida, deixados para trás pelos alemães em fuga, e por centenas de cadáveres que jazem no chão. Conta o ex-prisioneiro Primo Levi, que os soldados soviéticos “não saudavam, não sorriam; pareciam oprimidos, não só pela piedade, mas por uma certa confusa discrição, que lhes selava a boca e prendia os olhos ao cenário fúnebre. Era a mesma vergonha bem nossa conhecida (…) a vergonha que os alemães não conheceram, a que o justo sente perante o pecado cometido por outrem…”.
Auschwitz foi a mais terrível máquina de morte dos nazis. Ali foram assassinados 1,1 milhão de judeus, 70 a 75 mil polacos, 15 mil prisioneiros de guerra soviéticos, 21 mil ciganos e cerca de 10 mil prisioneiros de origem diversa. A maior parte foi gaseada em grandes balneários onde, em vez de água, os chuveiros libertavam o gás Zyklon B. Mas estes números estão longe de contar o imenso sofrimento de seres humanos que, antes da morte com o gás, a tiro ou na mesa de diabólicas experiências, foram despojados de tudo aquilo que fazia a sua humanidade: família, pátria, língua, nome, integridade física e psicológica…
Hoje lembramos tudo isto. Não apenas para homenagear a memória das vítimas e lembrar o seu sofrimento, mas para através do conhecimento do que aconteceu, conseguirmos detectar na actualidade e no futuro os sinais que levam à tragédia. 
Porque queremos dizer “Nunca Mais!”. 
Para não esquecer!

segunda-feira, janeiro 26, 2015

EXPERIÊNCIA FANTÁSTICA

O que é que acontece numa escola quando se juntam cerca de 300 alunos e um grande comunicador de ciência, empolgado e empolgante, simpático, divertido e com histórias fantásticas para contar? 

UMA EXPERIÊNCIA FANTÁSTICA.
Foi o que aconteceu ontem, nas duas sessões que o cientista Jose Xavier realizou no Polivalente da nossa escola para apresentar o seu livro Experiência Antártica e contar as muitas histórias vividas nas várias expedições que fez ao continente gelado. O cientista polar falou do seu trabalho, do seu percurso, deu conselhos aos alunos e relatou como se prepara, organiza e concretiza uma expedição ao polo sul. Os alunos acompanharam atentamente as sessões, participaram e manifestaram de diversas formas o seu agrado. 
Um dia que vai ficar, por certo, na memória de todos. Obrigado, José Xavier, por ter vindo até à Escola Secundária de Amares!








quarta-feira, janeiro 21, 2015

JOSÉ XAVIER APRESENTA EXPERIÊNCIA ANTÁRCTICA

Que sons ouvimos na Antárctida? Qual a sensação de estar rodeado de milhares de pinguins? Podemos salvar o Albatroz-Gigante? 
Estas são algumas das questões que o biólogo marinho José Xavier aborda no seu livro Experiência Antárctica - Relatos de um Cientista Polar Português, que será apresentado na próxima sexta-feira, 23 de janeiro, às 12:00 e 15:00 no Polivalente.
A apresentação insere-se nas atividades desenvolvidas no Projeto EMA, apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e no Projeto aLER+. O objetivo fundamental é promover o interesse eo gosto por livros de temática científica.
José Xavier partilha connosco a sua experiência de nove meses nos gelos da Antárctida. Neste diário que se "lê como um livro de aventuras recheado de boa ciência", conduz-nos por paisagens deslumbrantes onde, apesar do clima inóspito, a biodiversidade surpreende.

José Xavier é doutorado pela Universidade de Cambridge, Reino Unido, investigador do Instituto do Mar da Universidade de Coimbra e da British Antarctic Survey, de Cambridge. Estuda o comportamento de predadores de topo - pinguins, albatrozes e focas - no Oceano Antárctico em relação às alterações climáticas, fazendo investigação na Antárctida desde 1997. É o representante de Portugal nas reuniões do Tratado da Antárctida e em vários comités da Scientific Committee for Antarctic Research (SCAR), além de fazer parte do comité executivo de vários programas científicos internacionais. Foi o mais jovem investigador a ganhar o prémio internacional Marta T. Muse pelo seu trabalho de excelência em ciência e política na Antárctida. Tem coordenado vários projectos educativos na área das ciências polares apoiados pela Ciência Viva e foi um dos vencedores da competição de ensaios sobre ciência da reputada revista New Scientist e da fundação Britânica Wellcome Trust.

quinta-feira, janeiro 15, 2015

UMA TARDE MÁGICA.

Apesar de chuvosa, a tarde foi mágica para os mais de 200 alunos que tiveram o privilégio de assistir à apresentação do Livro "Truques com cartas", do mágico João Miranda, uma edição da Porto Editora, que proporcionou esta iniciativa. João Miranda espantou a assistência com a demonstração de alguns dos seus truques e ganhou uma legião de novos admiradores.






quarta-feira, janeiro 14, 2015

A MAGIA VEM À ESCOLA

Amanhã vamos receber o mágico João Miranda que vai apresentar aos nossos alunos o seu último livro "Truques com cartas". O mágico, que esteve na nossa escola há dois anos e encantou todos os que assistiram à sessão, vai mostrar alguns dos seus truques, que são desvendados no livro, uma edição da Porto Editora, que apoia esta iniciativa.




terça-feira, janeiro 13, 2015

COMO USAR O IPAD NA APRENDIZAGEM

Realiza-se, amanhã, um Workshop sobre Como usar o  iPad na aprendizagem. Esta formação, destinada aos professores, orientada pela Doutora Adelina Moura, reconhecida especialista nesta matéria, integra-se no âmbito do Projeto EMA - Escola Mais Amares, apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian.


segunda-feira, janeiro 12, 2015

I Grande Guerra: 100 anos depois

Assinalando os 100 anos da I Grande Guerra (1914-1918) vai decorrer amanhã na Biblioteca uma conferência, proferida pelo Professor Armando Malheiro da Silva, da Faculdade de letras da Universidade do Porto, intitulada I Grande Guerra: 100 anos depois - Da Neutralidade beligerante à Beligerância neutralizada (1914-1918). A conferência, organizada em articulação com o Grupo de História, destina-se aos alunos do Ensino Secundário mas é aberta a toda a comunidade educativa.


MIBE - MÊS INTERNACIONAL DA BIBLIOTECA ESCOLAR

Neste mês de Outubro estamos a assinalar, como sempre acontece, o Mês Internacional da Biblioteca Escolar. Aqui ficam o cartaz e o marcador ...