quarta-feira, dezembro 17, 2014

E O TEATRO VEIO À ESCOLA


Numa iniciativa organizada no âmbito do Projeto Por Amares (+) os Livros (Projeto Ler + Jovem/PNL/RBE) o Teatro veio até à nossa Escola. A Companhia de Teatro de Braga apresentou para os nossos alunos o espectáculo "Em Pessoa", com encenação e dramaturgia da atriz Sílvia Brito, que vem colaborando connosco em diversas iniciativas. "Em Pessoa" é um espetáculo criado a partir de textos da obra literária de um dos mais importantes escritores da literatura portuguesa do século XX. Os atores André Laires, António Jorge e Thamara Thais prenderam a atenção da plateia durante mais de 75 minutos. Textos como O guardador de Rebanhos, Ode triunfal, Tabacaria, entre outros, foram ouvidos e vistos por mais de cem jovens que viveram o momento com uma atitude impecável e devolveram um forte aplauso aos artistas. Um excelente momento cultural na ESA.






quinta-feira, dezembro 11, 2014

ESPECTÁCULO "EM PESSOA"

EM PESSOA 
Encenação de Sílvia Brito, a partir de textos de Fernando Pessoa

A Biblioteca da Escola Secundária de Amares tem o prazer de apresentar o espectáculo da CTB - Companhia de Teatro de Braga

2ª feira, 15 de dezembro, 10 H, Polivalente da Escola Secundária de Amares
A Biblioteca da Escola Secundária de Amares tem o prazer de apresentar o espectáculo da CTB - Companhia de Teatro de Braga

"Em Pessoa" é um espetáculo criado a partir de textos de Fernando Pessoa, pensado especialmente para o público escolar. Com encenação e dramaturgia de Sílvia Brito, "Em Pessoa" é um espetáculo para maiores de 12 anos, criado a partir de textos da obra literária de um dos mais importantes escritores da literatura portuguesa do século XX.
O apresentação do espetáculo enquadra-se nas atividades do Projeto Ler+ Jovem da Biblioteca da ESA.

Uma imensa humanidade é o que perpassa nas palavras de Fernando Pessoa, poeta e pensador maior da nossa literatura. Impregnadas de memória e sonho, de quotidianos cheios, afinal, de gestos inúteis, mas sobreviventes ao tempo eterno do mundo; palavras vitais de um espanto iniciático que desnuda o absurdo da vida-morte sob a camada implacável da pulsão artística. 
Este espetáculo tem como foco o processo/drama da criação artística como terreno de busca de uma identidade; letras, vozes, corpos múltiplos, distintos nas formas de Caeiro, Campos e Reis, procuram afirmar a sua originalidade e a sua diferença mas, sabemos, todo o seu sentido se reúne no universo complexo e inominável de um só Pessoa.
Em corpo-presente, no palco, será possível resgatar essas centelhas fulgurantes de lucidez e criação, alimento intemporal? Esperamos que sim.

Estão convidados!


quarta-feira, dezembro 03, 2014

MIBE - MÊS INTERNACIONAL DA BIBLIOTECA ESCOLAR

Neste mês de Outubro estamos a assinalar, como sempre acontece, o Mês Internacional da Biblioteca Escolar. Aqui ficam o cartaz e o marcador ...